Vol. 26 (2010): Número especial 2
Artículos

Análise filogenética do minhocu­çu Rhinodrilus alatus, Righi 1971 (glossoscolecidae: annelida) baseada em sequências dos genes de rDNA 5.8S, do espaço interno transcrito (its1) e da subunidade i da citocromo C oxidase mitocondrial.

Flávia De Faria Siqueira
Instituto de Ciências Biológicas, Universidade Federal de Minas Gerais, Av. Antônio Carlos, nº 6627, Pampulha, CEP 31.270-901 – Belo Horizonte, MG, Brazil, e-mail: mraquel@icb.ufmg.br
Sávio Henrique De Cicco Sandes
Instituto de Ciências Biológicas, Universidade Federal de Minas Gerais, Av. Antônio Carlos, nº 6627, Pampulha, CEP 31.270-901 – Belo Horizonte, MG, Brazil, e-mail: mraquel@icb.ufmg.br
Sílvia Helena Costa Campos
Instituto de Ciências Biológicas, Universidade Federal de Minas Gerais, Av. Antônio Carlos, nº 6627, Pampulha, CEP 31.270-901 – Belo Horizonte, MG, Brazil, e-mail: mraquel@icb.ufmg.br
Cleusa Graça da Fonseca
Instituto de Ciências Biológicas, Universidade Federal de Minas Gerais, Av. Antônio Carlos, nº 6627, Pampulha, CEP 31.270-901 – Belo Horizonte, MG, Brazil, e-mail: mraquel@icb.ufmg.br
Rogério Parentoni Martins
Instituto de Ciências Biológicas, Universidade Federal de Minas Gerais, Av. Antônio Carlos, nº 6627, Pampulha, CEP 31.270-901 – Belo Horizonte, MG, Brazil, e-mail: mraquel@icb.ufmg.br
Maria Auxiliadora Drumond
Instituto de Ciências Biológicas, Universidade Federal de Minas Gerais, Av. Antônio Carlos, nº 6627, Pampulha, CEP 31.270-901 – Belo Horizonte, MG, Brazil, e-mail: mraquel@icb.ufmg.br
Maria Raquel Santos Carvalho
Instituto de Ciências Biológicas, Universidade Federal de Minas Gerais, Av. Antônio Carlos, nº 6627, Pampulha, CEP 31.270-901 – Belo Horizonte, MG, Brazil, e-mail: mraquel@icb.ufmg.br

Publicado 2010-08-10

Palabras clave

  • Filogenia molecular,
  • Rhinodrilus alatus,
  • conservação genética

Cómo citar

De Faria Siqueira, F., De Cicco Sandes, S. H., Costa Campos, S. H., Graça da Fonseca, C., Parentoni Martins, R., Auxiliadora Drumond, M., & Santos Carvalho, M. R. (2010). Análise filogenética do minhocu­çu Rhinodrilus alatus, Righi 1971 (glossoscolecidae: annelida) baseada em sequências dos genes de rDNA 5.8S, do espaço interno transcrito (its1) e da subunidade i da citocromo C oxidase mitocondrial. ACTA ZOOLÓGICA MEXICANA (N.S.), 26(2). https://doi.org/10.21829/azm.2010.262878

Resumen

O minhocuçu Rhinodrilus alatus Righi, 1971 é uma espécie endêmica do cerrado de Minas Gerais e tem sido explorada como isca para pesca por >70 anos. O objetivo do trabalho foi validar marcadores moleculares para estudos genético-populacionais, de filogenia e de filogeografia do minhocuçu. Os genes rRNA 5.8S, espaço interno transcrito (ITS1) e subunidade I da citocromo oxidase (COI) mitocondrial foram estudados. Foram amostrados indivíduos da espécie R. alatus (n = 53) em diferentes hábitats de Minas Gerais e da espécie R. motucu Righi, 1971 (n = 3), coletados em brejos de Goiás, no Brasil. A análise filogenética do gene do rRNA 5.8S mostrou que todas as seqüências de R. alatus, R. motucu e Eisenia fetida (Savigny, 1826) agruparam-se no mesmo clado (bootstrap = 98), sugerindo que, nestes organismos, o gene é conservado. Os clados formados a partir de seqüências de rRNA 5.8S de invertebrados disponíveis na base de dados são inconsistentes do ponto de vista evolutivo, sugerindo taxas evolutivas distintas entre diferentes espécies. Para a região do ITS1, foram obtidos 11 sítios polimórficos, gerando nove haplótipos. Os exemplares de R. motucu apresentaram o haplótipo mais freqüente dentre os R. alatus de Minas Gerais, não havendo evidências moleculares de que se tratem de espécies diferentes. Para o gene COI, de um total de 634 pb, obteve-se 185 sítios polimórficos, gerando árvores filogenéticas com topologia mais adequada, separando R. motucu de R. alatus.